de_forma's Blog

Coincidências(?) nem tão aleatórias… October 27, 2009

Como em tudo,as boas idéias sempre acabam por gerar seguidores,e na indústria automobilística isto não é diferente.
É assim com os motores,e também com o design,embora muitas vezes seja difícil de distinguir e julgar quando é uma inspiração livre,ou uma inspiração que já não é tão livre assim.
Neste caso fica ao critério de cada um fazer o julgamento!

Mercedes-Benz Classe C
lançado em 2007

Honda Accord
lançado em 2008

Mercedes-Benz Classe A
lançado em 2004

Honda Fit
lançado em 2008

Advertisements
 

E depois falam em sustentabilidade October 21, 2009

Numa época em que as palavras sustentabilidade e preservação ambiental estão tão em voga,custa-nos a crer que cenas como esta ainda ocorram.

Trata-se de mais uma devastação promovida pela Alphaville Urbanismo(ou devia-se dizer falta de urbanismo) na cidade de Carapicuíba,região metropolitana de São Paulo.
A área em questão,com 300.000 m² de mata atlântica,foi devastada para dar lugar a mais um condomínio de casas “neocrássicas”(o chamado Neo-Credo) para pessoas que querem viver dentro das muralhas dos guetos burgueses.
E fala-se tanto em reciclagem,em edifícios sustentáveis,em usar racionalmente as fontes de energia,e coisa e tal,mas parece que o negócio da moda verde é mais remediar do que planejar a longo prazo algo verdadeiramente sustentável.

Quem quer que cometa estes crimes urbano-ambientais não está nem ai para a idéia de cidade(entendida como um espaço público e de todos),nem para a idéia de uso racional do solo(baixa densidade e para os poucos abastados que podem pagar),e esquece-se também dos custos altos da dependência exclusiva ao transporte individual(carros,congestionamento,tempo de “commute” alto,combustíveis fósseis),isto sem falar na devastação das matas,que acabam com o patrimônio biológico do país e aniquilam as chances de que as gerações futuras tenham acesso a esta riqueza.Tudo isto para o deleite de muito poucos de ter uma Grand Cherokke na garagem e o frontãozinho na entrada da casa.

 

Um monumento… October 13, 2009

É próprio do ser humano a capacidade do simbólico,de criar momentos,datas,edifícios,ou seja o que for para representar algo importante.Fazemos isso talvez para que a memória não se vá,já que a nossa vida é curta e mesmo enquanto em vida tendemos a ocultar na nossa mente alguns acontecimentos.Isto nos dá força a faz-nos lembrar de glórias ou infortúnios do passado,e de certa forma fortalece-nos pois mostra-nos a nossa história e que muito foi feito antes para estarmos aonde estamos hoje.
As pessoas também,no seu particular,escolhem lugares ou datas que marcaram a sua existência;pode ser uma casa aonde moramos que nos marcou muito,ou um bar aonde bons momentos foram vividos,ou uma placa de trânsito que via-se todos os dias,enfim é algo muito particular e que nunca será possível de enumerar todas as possibilidades.
Confessando-me digo que já tive vários lugares-monumentos,sítios do passado que marcaram-me muito e que nunca esquecerei mesmo que os lugares mudem pois isto está na minha memória.E gosto de relembrar desses lugares e de reviver na cabeça a atmosfera de outros tempos,com muito saudosismo muitas vezes,mas hoje já não tanto porque acredito que muito ainda há por vir.
Pensando nisto,e entre as várias opções que teria de fazer um monumento pessoal para mim,decidi fazer algo que remetesse ao futuro,ao crescimento,ao cuidado dia após dia e à paciência,pois é nisto afinal que resume-se a vida de quem quer crescer em todos os aspectos possíveis e imagináveis.No entanto não posso e nem quero esquecer da história porque isto seria impossível,e devo muito a ela.
Tive uma grande descoberta na minha vida que foi o grande amor pela natureza e em especial pela botânica,que fez-me dar valor aos atos que fazemos hoje e que têm consequência no futuro,mesmo que seja a longo prazo.Na botânica,e em especial nas árvores,se queremos que ela chegue ao seu apogeu só nos resta a missão de cuidar dela hoje para que amanhã ela esteja como queremos.Temos que ter paciência,pois o tempo de desenvolvimento dela não depende de mim,mas depende de mim se ela um dia vai chegar ao topo da sua vida,mesmo que esse topo não queira dizer que eu estarei aqui necessariamente(um dilema,talvez até uma incoerência da vida),mas mesmo assim isto tem que ser aceito e não pode ser questionado.
Este é um monumento ao futuro,do futuro que depende do presente e que constrói-se aos poucos.Mostra-nos também como temos poderes limitados e que querer depende de tempo,e mesmo que nunca se alcance o que se deseja este pensamento é a única forma de um dia talvez alcançá-lo.
Veio-me no início deste ano uma vontade incontrolável de ter uma palmeira Phoenix Canariensis em casa,algo que me tomou por completo.Vejo que hoje não gosto dela só pela majestade que tem quando adulta,mas também pela memória que me acarreta dos Jardins centenários da minha querida cidade natal,aonde essa palmeira é largamente utilizada e faz parte da paisagem das grandes quintas e palácios também.Sei que para que ela fique portentosa como as da minha memória terei muitos anos pela frente,e se calhar nem terei a oportunidade de vê-la como quero,pois a vida como disse é curta,ou então pela simples razão que eu como ser humano não tenho raízes tão firmes como ela que me prendam a um chão pela vida toda.Mas de qualquer forma as pequenas agulhinhas que hoje despontam da terra ficarão,e já o são aliás,um testemunho de uma época muito pessoal para mim,e se daqui a algum tempo construir outros monumentos de outros tipos e outros materiais,que é o que eu quero,pelo menos elas ficarão sempre como testemunho de um tempo…do tempo desta pessoa de hoje que escreveu este blog nesta data.

PS-Ficou muito nada a ver tudo isto que escrevi?
PS²-Podem ser sinceros…eu sei que ficou.Garanto que estava sóbrio quando escrevi isto tudo lol

 

Obama a nobel da Paz October 11, 2009

Filed under: Uncategorized — deforma @ 11:43 pm
Tags: , , , , ,

A decisão da semana passada da nomeação do presidente Barack Obama deu muito o que falar na mídia.Eu confesso que,apesar de reconhecer a mudança que Obama representa na política dos EUA,e do mundo em geral,não consigo ainda ver o porquê do nobel da paz,afinal o que se pode dizer efetivamente do mérito de alguém que está só há só 9 meses no poder?
Está certo que a posse de Obama simbolicamente significa a queda da prepotência americana do governo Bush,e também uma tentativa de diálogo com países como Coréia do Norte e Irã,mas mesmo assim acho precipitado.
Li em algum lugar que o nobel para Obama significava mais um investimento político,para a continuidade da política pró-negociação demonstrada nestes 9 meses,do que um prémio pela obra feita.Esperemos que assim seja,e que surta efeito.

 

Fakeshop October 5, 2009

null

Parece que os dias das caras plastificadas das modelos nas revistas de moda e das gostosonas com rabos avantajados está prestes a tomar um banho de água fria.
Propostas tramitam nos parlamentos do Reino Unido e da França para obrigar a que imagens muito modificadas ou alteradas passem a ter uma pequena legenda aonde informem sobre a adulteração.Nestes dois países a questão nasceu no meio das campanhas políticas,com candidatos tão “photoshopados” que muitos eleitores chegaram a não reconhecê-los e a questionar os limites desta manipulação.
Não sou contra o photoshop como ferramenta de melhora e correção de alguns detalhes na fotos,mas há que ter limites nisso.Uma coisa é uma maquiagem,outra é uma plástica.E o pior do photoshop é que esta plástica é feita à conveniância do momento e pode ser usada para esconder algo mais do que somente umas rugas na cara.

Para saber mais…

Uol

 

 
%d bloggers like this: