de_forma's Blog

Ônibus urbanos do Brasil – os “carroçônibus” March 22, 2009

Filed under: Uncategorized — deforma @ 12:32 am
Tags: , , , , ,

Image Hosted by ImageShack.us

Dando continuidade ao assunto antecipado no post anterior,aqui fica um relato e uma crítica de um usuário diário deste transporte público numa grande cidade brasileira.
Antes de mais nada,e a título de comparação,se compararmos qualquer modelo novo de ônibus feito no Brasil com qualquer equivalente feito na europa a diferença é gritante.Nem mesmo os topos de linha dos fabricantes nacionais chegam perto,embora alguns poucos modelos tenham uma qualidade acima da média nacional.
A diferença básica fica por conta dos chamados caminhônibus – veículos com carroceria de ônibus e mecânica de caminhão,como motor dianteiro.
Os veículos deste tipo são os mais baratos e ocupam a maior parte da frota das grandes cidades.Não havendo qualquer legislação que proíba estas adaptações,os fabricantes de carroceiras e de chassis acabam por literalmente tratar o usuário como carga,diferenciando-se pouco de um caminhão de transporte de porcos,a não ser pela existência de bancos.
A legislação que regula os requisitos mínimos necessários para um ônibus decente,se existe,está ainda muito aquém do necessário,e a fiscalização também é inexistente,a julgar pelo que se vê nas ruas.
O nível de ruído a bordo de um caminhônibus é terrível e desconfortável.O motor dianteiro,com pouca ou nenhuma proteção acústica,faz com que praticamente torne-se impossível não pensar nele e não ser incomodado pelo mesmo.Tão incômodo é isto que recentemente vi alguns motoristas e cobradores a usar fones de proteção auricular(possivelmente imposição da empresa)para tentar amenizar a situação,que concerteza é prejudicial ao longo da jornada de trabalho.
Os tais fones protetores,aliás, deveriam também estar numa caixinha na entrada,para que os passageiros possam usá-los,se bem que se nem mesmo um MP3 player consegue isolar totalmente o ruído,duvido que o tal dispositivo o consiga.
Ainda em relação aos motoristas,certa vi li num site que muitos sofrem perda de pêlos na perna direita devido à exposição ao calor do motor,que está situado logo ao lado.Se verdade,só comprova mais uma vez o descaso das autoridades perante estas carroças com motor.
Como se não bastasse o ruído do motor,o que se verifica ainda é uma suspensão que range durante toda a viagem,aumentando o nível de stress do passageiro.E custa-me ainda dar o nome de suspensão ao dispositivo que eles colocam para teoricamente amortecer os impactos,pois isto não se verifica,já que em qualquer buraco o utente é logo projetado para cima,e pior é que isto não deve-se somente ao desgaste,mas à própria má qualidadade de fabricação do veículo,como se verifica por exemplo no modelo Apache Vip da Caio.
Saindo-se um pouco dos caminhônibus e indo já para os com motor dianteiro,o nível de conforto acústico é sensivelmente melhor,uma vez que a própria mecânica do motor é feita exclusivamente para uso nos ônibus,e a carroceria,na maioria dos casos,é um projecto diferente das dos modelos citados anteriormente.Ainda assim,pelo que pude apurar o nível de ruído no banco traseiro ainda é acima do permitido.
Esta diferença no motor modifica toda a sensação de conforto a bordo,mas mesmo assim nota-se que alguns ítems que são opcionais,e não o deveriam ser,entre eles está o do revestimneto interno,fazem grande diferença.Tal situação seria incabível em qualquer modelo de um fabricante europeu,mas aqui,a fim de eliminar custos,a contacto da pele com a chapa fria não é assunto que importe muito,talvez então a expressão de viajar numa lata de sardinha faça todo o sentido.
A ergonomia e acessibilidade,embora menos graves,deixam a desejar em muitos aspectos.Os bancos,apesar de na maioria dos casos serem estofados,apresentam uma distânica entre eles muito pequena,e a própria ferragem que emoldura os bancos serve muitas vezes de problema ao posicionamento de pessoas com uma estatura um pouco maior do que a média.Também a questão do piso baixo,quase uma norma nos ônibus europeus,aqui ainda é pouco vista.Apesar das falhas citadas acima,dois modelos de motor traseiro se destacam pela boa qualidade,e foram comprovados pessoalmente.São eles o Urbanuss Pluss da Busscar e o Millenium II da Caio.
Por fim a questão do ar condicionado,a regra nos ônibus urbanos europeus,é visto em poucos ônibus do Brasil,o que num país com um clima quente faria alguma diferença na adesão de novos utentes,e no conforto daqueles já habituais.
Todos estes problemas citados acima servem para ilustrar o porquê da pouca adesão que a classe média tem com o ônibus,optando sempre que possível pelo carro mesmo que este signifique horas e horas parado no trânsito.
Enquanto os orgãos públicos não entenderem de que não basta dar carroças,mas que é preciso também dignidade e respeito à condição de cidadãos,os ônibus continuarão a ser usados somente por aqueles(pobres de nós)que não temos mais nenhuma opção de transporte,e não como uma opção de transporte público extremamente prático nas grandes cidades congestionadas pelo transporte individual.

Para saber mais…

 Fabricantes de ônibus da Europa
www.man-mn.com
www.vanhool.com
www.mercedes-benz.com

Fabricantes de ônibus do Brasil
www.caio.com.br
www.busscar.com.br
www.marcopolo.com.br

Blog com vários fotos de ônibus do Brasil
www.onibusbr.com

Artigo sobre o conforto nos ônibus de Santos
 www.ergopro.com.br/artigos/(1).pdf

Advertisements
 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s